Padre Victor
Anjo Tutelar de Três Pontas, MG

Assista a Festa do Padre Victor Aqui

Clique Aqui!

Notícias › 07/01/2019

Os desafios da realidade urbana serão eixo central da atuação pastoral da Igreja no Brasil

Na próxima Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), marcada para o mês de maio de 2019, em Aparecida (SP), serão aprovadas as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil para o quadriênio 2019-2023. O foco do texto em preparação para este momento é a atuação da Igreja no mundo urbano. Esta reflexão, já está presente em vários ambientes eclesiais, como o regional Leste 2 da CNBB, que compreende os estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

A temática também foi trabalhada no 14º Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), realizado em 2018. Dom Geremias Steinmetz, arcebispo de Londrina (PR) e vice-presidente do regional Sul 2, defendeu a necessidade atualizar as diretrizes com o enfoque a atuação da Igreja na realidade urbana.

O bispo disse ser necessário levar em consideração as reflexões produzidas no XIV Intereclesial de Cebs e sobre o Encontro dos Bispos das Metrópoles. “É muito importante que o documento aprofunde a questão das periferias e, sobretudo, do que estamos chamando de ‘periferias existenciais’. Lá, a Igreja precisa atuar com a caridade e assistência aos pobres”, disse.

O regional Leste 2 aprofundou em assembleia o tema “Uma Igreja em saída frente aos desafios e esperanças do mundo urbano”. De acordo com o arcebispo de Uberaba (MG) e presidente do regional, dom Paulo Mendes Peixoto, as reflexões sobre a temática buscaram encontrar caminhos de como “atingir com a nossa pastoral”. “Cada vez que passa o tempo, o mundo urbano se torna mais complicado. No fundo, é aquela palavra de São Paulo que, em Atenas, ele encontrou na cidade um grande areópago, cheio de tanta confusão, tanta adversidade, por outro lado também, muita riqueza”, observa.

Direito à cidade – Para Celso Pinto Carias, assessor das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), os mais pobres estão sendo excluídos do direito fundamental de usufruir das cidades. “Em nome de uma modernização dos grandes centros urbanos, empurra-se os mais pobres cada vez mais longe de seus postos de trabalho. “Os mais pobres não têm acesso aos equipamentos sociais e culturais produzidos nessas reformas urbanas”, avalia.

Para contribuir no debate rumo à 57ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Comissão Especial sobre a atualização das Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE) 2019/2023 enviou ao episcopado brasileiro, a pessoas interessadas, aos organismos e pastorais da Igreja no Brasil o “Texto Mártir”.

O chamado “Texto Mártir” será objeto de estudos e acréscimos até a próxima reunião da Comissão marcada para fevereiro de 2019, ocasião na qual se produzirá uma versão final do texto que será levado à 57ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil que acontece em Aparecida (SP), de 1º a 10 de maio de 2019.

Via CNBB

Imprimir