Associação Padre Victor

Notícias › 18/01/2019

Igreja no México denuncia suposta fraude contra peregrinos da JMJ Panamá 2019

A Dimensão Episcopal Mexicana de Pastoral de Adolescentes e Jovens da Conferência do Episcopado Mexicano (CEM) denunciou uma suposta fraude de uma emissora de rádio que ofereceu pacotes de viagem a 400 jovens peregrinos que queriam participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Panamá 2019.

Em um comunicado publicado em 16 de janeiro no site da CEM, Dom Juan Armando Pérez Talamantes, Bispo Auxiliar de Monterrey e Responsável pela Dimensão Episcopal Mexicana de Pastoral de Adolescentes e Jovens (DEMPAJ), classificou a situação como “lamentável” e assegurou que “nos causa consternação e indignação”.

“Alguns peregrinos mexicanos sofreram uma suposta fraude por parte da organização JCP Multimedios (emissora de rádio), que ofereceu pacotes para a JMJ Panamá 2019 que incluíam inscrição, voo, hospedagem e kit peregrino”, assinalou.

“Fomos informados que há alguns dias que as pessoas responsáveis por esta organização já não atendem ao telefone, por meio do qual os peregrinos afetados pediam informação. Alguns ficaram retidos no Aeroporto Internacional da Cidade do México, pois quando seguiram para seus voos, foram informados que suas reservas não existiam”.

O Grupo ACI tentou entrar em contato com JCP Multimedios, sem obter resposta até o fechamento da matéria. O site da emissora de rádio não funciona e seu telefone está desligado.

Dom Pérez Talamantes assinalou que “o número de afetados é cerca de 400 de ao menos 11 dioceses de nosso país e de membros da própria DEMPAJ”.

O Prelado mexicano assinalou que a Secretaria Geral da CEM “está nos apoiando para iniciar o processo de denúncia diante das autoridades correspondentes. Como DEMPAJ, oferecemos nosso apoio de contato e mediação para os peregrinos afetados”.

“Pedimos ao Senhor que nos ajude a superar as presentes adversidades”, concluiu.

Via ACI Digital

Rádio - Associação Padre Victor
X