Associação Padre Victor

Notícias › 08/08/2019

Juventude realiza experiência missionária no Pará

Miss-o-1200x762-c

Nos dias 30 de julho à 04 de agosto a cidade de Curionópolis no Pará recebeu a 1° Missão Estadual da Juventude Missionária. Um marco para história da JM do Pará, que nestes dias reuniu cerca de 70 jovens das dioceses de Belém, Marabá e Abaetetuba, das cidades de Barcarena, Mojú, Abaetetuba, Belém, Ananindeua, Marituba, Marabá, Curionópolis e Tome-Açú, acolhidos na Paróquia Nossa Senhora das Graças, a qual sediou o evento.

Esta missão foi organizada para abranger diferentes contextos da cidade de Curionópolis, realidades distintas, porém de grandes necessidades de evangelização. Deste modo, no contexto urbano, os missionários atuaram no bairro centro de Curionópolis, no Jardim Panorama, no Bairro da Paz e Charmolândia. No contexto rural, atuaram em Serra Pelada, no Assentamento Frei Henri Curral Preto, Auto Bonito e Vila Rica.

A Região de Curionópolis foi criada nas décadas de 70 e 80 no período auge do Ouro em Serra Pelada. Sobe os Comandos do Sargento Curió, na qual deu origem ao nome da Cidade, a Região de Serra Pelada não permitia a entrada de mulheres e crianças no Garimpo, sendo a Região de Curionópolis sede para a habitação das famílias e da prostituição. Nesta realidade de necessidades das famílias, e ao mesmo tempo a esperança de enriquecer com o ouro, nasceu Curionópolis.

A Juventude Missionária do Pará “não poderia ter escolhido outro lugar para realizar esta missão” ressaltou Padre Badacer Neto, sobre a relevância histórica da cidade de Curionópolis e a postura profética da JM em escolher este “Monte Santo” para realizar sua 1° missão estadual. Foi um momento intenso de partilha e testemunho, estudo e espiritualidade, compromisso e profetismo, onde os jovens foram os protagonistas.

Visita às casas – Divididos em grupos para atuar em cada contexto, as missionárias e missionários visitaram as casas das famílias pertencentes às comunidades, onde viveram a experiência de imersão à realidade local e enculturação. “É um povo muito acolhedor e, apesar de toda luta e da solidão em que muitos estão, eles não deixam de ser alegres e de sonhar com um futuro melhor” como relatou Magno da Silva da JM de Curionópolis.

A espiritualidade e a dimensão profética da JM foram intensamente alimentadas nesta experiência missionária. Destacam-se a presença destes jovens missionários em Serra Pelada e Auto Bonito, comunidades marcadas pela desassistência do Poder Público e pela gritante contradição entre as “riquezas” da terra e o sofrimento do povo que ainda sonha com “o ouro que é a nossa esperança de uma vida melhor” como desabafa Seu Francisco da Costa, morador da Serra Pelada.

A Juventude Missionária do Pará deu um passo importante para o amadurecimento de sua espiritualidade e a construção de uma caminhada missionária autêntica, que ao se deparar com esta realidade não se cala nem a retrai. Uma experiência que muda a forma de olhar o mundo e as realidades de sofrimento e desigualdade que ainda existem em diversos lugares. Rodeados de paisagens exuberantes e contraditórias, os jovens foram convidados a sair de si e encontrar tesouros nos olhares emocionados, nas partilhas de vidas e na luta daquele povo, uma realidade “linda e triste” com definiu a jovem Thamires Leão.

Em comunhão com o Mês Missionário Extraordinário e o Sínodo Para a Amazônia, a Juventude Missionária do Pará sente-se alegre pelo êxito desta 1° Missão Estadual. A cidade de Curionópolis que carrega uma parte tão sofrida da história deste País agora é também marcada pelo belíssimo testemunho destes jovens que deixaram tudo para viver esta experiência.

Iluminados pelo Espírito Santo e impulsionados pelo testemunho de Jesus Cristo que nos convida a sair da segurança das estruturas e responder ao clamor dos povos em todos os lugares estes jovens missionários seguem de mãos dadas em caminhada. Doando-se e Cooperando com a missão de Jesus, que através do Batismo também é nossa.

Com informações das Pontifícias Obras Missionárias
Fotos: Renan Rosário

Via CNBB

Rádio - Associação Padre Victor
X